Segundo secretaria de Saúde, números registrados de dengue em Mato Grosso do Sul é alarmante

295
(Imagem: Santa Rita do Pardo News)

Um boletim epidêmico divulgado pela secretaria de Estado de Saúde (SES) na tarde de quarta-feira (05), revelam que em uma semana, foram registrados no Estado cerca de 3 mortes e 696 novos casos de dengue.

De acordo com o documento elaborado pela SES, no dia 31 de Janeiro; três pessoas morreram entre elas uma idosa de 79 anos moradora de Caarapó; no dia 03 de fevereiro um senhor de 74 anos em Campo Grande, e outro de 72 anos na cidade São Gabriel do Oeste.

A capital do Estado lidera o ranking dos casos já confirmados no início da primeira semana de fevereiro com um total de 425, seguido de Brasilândia com 150, Chapadão do Sul aparece em 4° lugar com 112; e Alcinópolis com 100. Já Dourados, aparece com a confirmação de 35 casos.

Bataguassu

Segundo o documento que pode ser consultado clicando aqui, o município apresenta uma notificação de 333 casos, mas apenas 23 foram confirmados sem nenhuma morte registrada até agora. Já Santa Rita do Pardo, possui 51 notificações, embora não esteja listada na guia de casos comprovados, a SES classifica a situação do município como “alta incidência”, pois leva em conta o número total de domiciliados e o quadro geral de incidentes de dengue por 100.000 habitantes, sendo que o número populacional da cidade é de aproximados 7.800 residentes.

O documento é divulgado todas as quartas-feiras, o boletim desta semana mostra que 2.040 pessoas foram confirmadas com dengue desde 1º de janeiro. Na semana passada eram 1.344 infectados pelo Aedes Aegypti.

Embora as confirmações de dengue passem de 2 mil casos, Já as notificações que são classificadas como casos suspeitos, chegam a 9.053 em Mato Grosso do Sul.

COMPARTILHAR