Campanha é prorrogada e 5º caso de sarampo é investigado

7
Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande investiga cinco casos suspeitos de Sarampo e prorrogou a Campanha de Vacinação contra a doença e a Poliomielite até 14 de setembro. O objetivo da mobilização é imunizar crianças de 1 ano a menores de 5 anos e estender a mobilização segue a recomendação do Ministério da Saúde, pois a cobertura vacinal está em 80% no município.

Os cinco casos suspeitos de sarampo, quatro são de crianças (uma menor de 1 ano e as demais de 1, 2 e 5 anos) e um adulto (28 anos). Neste ano foram notificados 15 casos, sendo que 10 já descartados.

Cerca de 9 mil crianças precisam ser levadas pelos pais ou responsáveis até uma das 68 salas de vacinação das UBS/UBSF, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h15 às 11h e das 13h às 16h45 (exceto feriados).

Mesmo que a criança já tenha recebido as doses das vacinas no passado, precisam tomar outra dose durante a Campanha para garantir a imunização contra as doenças. Os pais e responsáveis são atores sociais importantes no processo de manutenção da eliminação das doenças imunopreveníveis e por isso devem comparecer às unidades básicas de saúde (UBS/UBSF) com suas crianças, levando a caderneta de vacinação para avaliação e registro da vacina.

O Ministério da Saúde reforça que todos os pais e responsáveis têm a obrigação de atualizar as cadernetas de seus filhos, em especial das crianças menores de cinco anos que devem ser vacinadas, conforme esquema de vacinação de rotina.

Em Campo Grande, a Campanha será somente para crianças. O público adulto neste momento não será vacinado.

Confira abaixo os gráficos de cobertura vacinal:

COMPARTILHAR