PMA autua proprietário rural em R$ 4,5 mil por explorar e enterrar madeira para burlar a fiscalização

207
Imagem:Divulgação

Campo Grande (MS) – Policiais Militares Ambientais de Batayporã autuaram ontem (21), umproprietário rural por crime ambiental de exploração ilegal de madeira, em sua propriedade, localizada no distrito conhecido como linha 23, no município de Angélica.

O infrator (60) derrubou 15 árvores da vegetação do cerrado, da espécie pau-terra de grande e médio porte e utilizou uma máquina escavadeira para enterrá-las, no intuito de burlar a fiscalização. A área estava sendo preparada para o plantio de mandioca, sem autorização ambiental. As atividades foram interditadas. O maquinário foi apreendido. O fazendeiroresponderá por crime ambiental. A pena é de seis meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 4.500,00.

O infrator, residente em Angélicafoi notificado a apresentar um Plano de Recuperação de Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental.

COMPARTILHAR