Pronto Socorro do Regional de Ponta Porã vai ampliar atendimento pediátrico para 4 horas diárias

74
Imagem:Divulgação

A partir desta semana, o horário de atendimento pediátrico no Pronto Socorro do Hospital Regional, Dr. José de Simone Netto, será ampliado. O atendimento, que antes era feito pelo período de três horas, será estendido para quatro horas diárias, de segunda a sexta-feira, das 15:00 às 19:00 horas.

Neste período, o Pronto Socorro conta com um médico pediatra de plantão para atender crianças que necessitam de atendimento de urgência e emergência, desde recém-nascido até 11 anos e 11 meses. O projeto é piloto, implantado há um mês e está sendo ampliado gradativamente para atender o aumento da demanda de pacientes pediátricos na região.

Pamela Rodrigues levou a filha de um ano, Talita, ao hospital por causa de uma febre e disse que gostou do atendimento do PS. “Gostei muito que minha filha foi atendida por um pediatra, esse horário também ficou ótimo. Nossas crianças precisam de um atendimento específico”, disse.

“O nosso objetivo é expandir, a longo prazo, o horário para o pronto atendimento pediátrico. Foram contratados dois novos médicos pediatras pela direção do Hospital, e com isso, houve a possibilidade de encaixá-los em alguns momentos no pronto socorro para realizar esse tipo de atendimento. Recebemos vários comentários positivos da população, acredito que o Governo do Estado será parceiro para que no futuro possamos expandir esse atendimento”,  afirmou o médico e diretor técnico responsável pelo Hospital Regional João Angelo Oselame Hoffmann.

A médica pediatra e plantonista no PS, Rachel Scalabrini, destacou que este serviço vem para beneficiar a população. “Mesmo que por 4 horas, esses atendimentos irão beneficiar nossos pacientes. A crianças exigem cuidados especiais e mais atenção, é diferente de atender um adulto. Por isso, é muito importante que o pediatra atenda esses pacientes”, afirmou.

Este tipo de atendimento é pioneiro na região. Ao chegar à unidade, as crianças passam por uma triagem e são encaminhadas, junto aos pais, para o pediatra que está de plantão na unidade.

“Vimos que a população está gostando bastante desse tipo de atendimento, os pais se sentem mais seguros quando os filhos são atendidos por um pediatra ao invés de um clínico geral, por exemplo. Nós como pediatras somos especializados neste tipo de atendimento, conseguimos atender além do paciente, dar orientações para os pais, e isso é muito importante para realizarmos um acolhimento diferenciado”, explicou o médico pediatra do HR, Azamir Wiliams.

Na avaliação da autônoma Camila Martines, que  levou a filha de um ano e 11 meses ao hospital, depois de uma queda da menina no parquinho da escola, o atendimento foi excelente e rápido. “Assim que minha filha caiu, trouxemos ela e o atendimento foi bem rápido, pois logo fizeram tomografia. Ter um pediatra no plantão, sem dúvida, dá mais segurança aos pais”, afirmou.

O serviço prestado é destinado aos pacientes que necessitam de um atendimento de urgência e emergência. Consultas de rotina e acompanhamento mensal das crianças continuam sendo realizados nas unidades básicas de saúde.

COMPARTILHAR