Registro de vacinação será no Prontuário Eletrônico do Cidadão

85
Imagem:Divulgação

Novo módulo no sistema Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) viabilizará o registro das vacinas aplicadas, imunoglobulinas e soros que fazem parte do Programa Nacional de Imunização (PNI). Parte da Estratégia e-SUS Atenção Básica, a versão 3.0 do sistema permitirá o registro dos dados no mesmo ambiente virtual e a consulta do histórico do cidadão no aplicativo Meu DigiSUS.

Por meio do PEC, os dados vão para base nacional do Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (SISAB), e as informações devem ser cadastradas pelos profissionais de saúde. Os dados são coletados de forma individualizada e identificados com o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS) do cidadão através do e-SUS Atenção Básica e em outras soluções do Ministério da Saúde.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa sobre a inovação e alerta: para melhoria da qualidade dos dados de vacinação, o registro individual deve ser priorizado. A alimentação das informações deve ser realizada por todas as salas de vacinas dos Municípios, mantendo-se a regularidade na digitação e transmissão dos dados para base nacional.

Histórico

De acordo com as orientações do governo, é importante que cada Unidade Básica de Saúde (UBS) identifique corretamente o cidadão, por meio do número do CNS. Desta forma, o usuário terá conhecimento do histórico de vacinas e, em caso de perda da Caderneta de Vacinação, seja possível recuperar informações para evitar a revacinação.

Para a próxima versão do sistema estão previstas outras funcionalidades, como a caderneta de vacinação eletrônica, cadastro local de lotes e fabricantes, aprazamento automático e registro de doses anteriores. A intenção é integrar os sistemas de informação para promover melhorias nos registros de imunização e também no acompanhamento por parte das equipes de saúde do histórico de vacinação dos cidadãos.

Com informações do Conasems

COMPARTILHAR