Adjunto da Seinfra vistoria hoje trecho da MS-338 que desabou

864
Imagens:Celso Santos (Santa Rita do Pardo News)Rodovia não tem prazo para liberação, após ser levada pela chuva

O secretário-adjunto da Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura), Helianey Paulo da Silva, vistoria hoje quarta-feira (17) as obras de recuperação da rodovia MS-338, entre Santa Rita do Pardo e Bataguassu. Chuvas tem prejudicado, conforme a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), o cronograma de entrega, ainda sem data definida.

Trecho foi totalmente interditado, na semana passada, depois de passar nove dias limitado ao fluxo de um veículo por vez. Empresa contratada pelo governo estadual fez um desvio, porém a chuva destruiu toda a tubulação de águas pluviais que sustentavam a pista.

“Se as chuvas derem trégua podemos liberar o trecho. Vamos aproveitar parte do desvio que já havia sido feito e faremos duas rampas, que permitirão a liberação do tráfego enquanto a parte que desmoronou poderá será refeita ao mesmo tempo”, explicou em outra ocasião o diretor de empreendimentos viários da agência, Arsil Silva Garcez.

Em nota, o governo reafirma que a rodovia passa atualmente por trabalhos de recapeamento em 60,2 km de extensão, com investimentos de R$ 43,6 milhões em recursos próprios. Com a atual restauração a pista também receberá um sistema de drenagem reforçado em alguns pontos, o qual já foi previsto à época da realização do projeto executivo de recapeamento.

Antes de ser interditado totalmente, o trecho já limitava o tráfego de veículos por conta de um deslizamento de terra. Apenas parte da pista suportava o fluxo de veículos pequenos. De acordo com o Governo, com a atual restauração, a pista também receberá um sistema de drenagem reforçado em alguns pontos, o qual já foi previsto à época da realização do projeto executivo de recapeamento.

COMPARTILHAR